Bem Vindo ao Tribuna do Oeste - 6 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !

Manutenção de estradas no oeste da Bahia é tema de audiência com produtores na Seagri

Publicado em: 01/9/2023

Representantes de três entidades que reúnem produtores rurais do oeste da Bahia estiveram, nesta quarta-feira (30), na sede da Secretaria da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri) para reforçar a necessidade de investimentos dos governos Estadual e Federal na ampliação e manutenção da malha rodoviária na região. O grupo foi recebido pelo secretário Wallison Tum e pelo chefe de gabinete, Luiz Rezende.

De acordo com o secretário Tum, fruto de uma articulação entre os governos Estadual e Federal, foram disponibilizados 35 milhões de reais, por meio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), para serem aplicados na melhoria de estradas que servem, sobretudo, para escoar a produção de grãos e frutas do oeste baiano, como as vias do Alto Horizonte, em Luís Eduardo Magalhães, e da Linha Branca, em Correntina.

“Fizemos todo o projeto das estradas, protocolamos no Ministério da Agricultura e na Secretaria Estadual da Infraestrutura e viemos solicitar o apoio do nosso secretário Tum no destravamento dessa pauta, que é muito importante e muito cara para todos que produzem na Bahia, em especial no oeste baiano”, explicou o presidente da Associação dos Irrigantes da Bahia (Aiba), Odacil Ranzi. 

De acordo com o presidente da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), Luis Bergamaschi, o objetivo, com a disponibilização desse montante, é entregar a base e a sub-base das estradas do Alto Horizonte e da Linha Branca para, no próximo ano, o terreno estar apto a receber o asfalto, seguindo o cronograma definido pelo Programa Patrulha Mecanizada, que é gerenciado pela Aiba. Também participaram da reunião representantes da Associação dos Produtores Rurais da Chapada do Rio Pratudão (Aprup).

Estradas – Criado em 2013, o Programa para o Desenvolvimento da Agropecuária – Prodeagro, é uma entidade civil autorizada pelo Decreto Estadual Nº 14.500 de 28 de maio de 2013,  como fundo privado, sem fins lucrativos, habilitado pela Seinfra e Seagri. Os recursos do Prodeagro advém, basicamente, de crédito fiscal relacionado à comercialização de grãos, com destaque para soja e milho.

Desde 2016, o Prodeagro arrecadou R$ 185,5 milhões e investiu R$175.419.490,59. O destaque aqui fica por conta dos recursos direcionados à recuperação e construção de estradas, que facilitam o escoamento da produção do oeste, que ainda se apresenta como um gargalo na região. 

Nesse âmbito, foram investidos R$ 75 milhões em recuperação de estradas, sendo 43 estradas vicinais recuperadas, totalizando 3 mil km. Assim como 167 km de pavimentação, com previsão de mais 120 km em 2023.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *