Bem Vindo ao Tribuna do Oeste - 6 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !

Após admitir situação grave, presidente diz que atuação do Sindifibras é limitada

Publicado em: 10/8/2020
Após admitir situação grave, presidente diz que atuação do Sindifibras é limitada

Foto: Reprodução / TV Record

Após esquecer de encerrar a chamada de vídeo e admitir um “esquema completamente irregular” em relação às condições de trabalho em campos de Sisal na Bahia (lembre aqui), o presidente do Sindicato das Indústrias de Fibras Vegetais no Estado da Bahia (Sindifibras), Wilson Andrade, emitiu nota nesta segunda-feira (10) para explicar declarações.

 

O presidente argumentou que a atuação formal do Sindifibras é limitada às indústrias e que estas não têm empregados no campo, apenas nos prédios onde estão instaladas. “As indústrias cumprem as leis trabalhistas, ambientais e sociais. Que o setor tem pisos salariais acima do salário mínimo e condições de trabalho e benefícios negociados em Convenção Coletiva com o sindicato dos trabalhadores nas indústrias. Disse que, mesmo sem delegação formal na área rural, interessa ao setor o ordenamento de toda a cadeia produtiva e as indústrias têm contribuído com diversas ações”, relatou.

 

Durante a entrevista a Adriana Araújo, Wilson Andrade assegurou que o setor fornecia condições de trabalho adequadas. Ele afirmou que tudo estava dentro do padrão exigido pelas leis brasileiras. Mas após se despedir da jornalista, ele esqueceu de encerrar a chamada e ao conversar com o assessor desmentiu o próprio discurso.

Sobre a ocasião, Andrade afirmou que a situação de trabalho nos campos sisaleiros precisam ser revistos. “Afirmei, mais de uma vez, durante e depois da entrevista, que os vídeos que me foram mostrados durante a entrevista on line mostram mesmo irregularidades que precisam ser coibidas por todos e que, de forma alguma, representam a realidade do setor como um todo. Mencionei ainda que a fiscalização por parte dos órgãos responsáveis e acompanhamento das empresas deve se intensificar, embora seja difícil, pois envolve atividades em mais de 10.000 pequenas fazendas, em lugares de difícil acesso, com área total plantada de 90.000 hectares, em 50 municípios espalhados no imenso semiárido baiano. Infelizmente a reportagem foi editada suprimindo muito do que falei, como está acima”, completou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *