Bem Vindo ao Tribuna do Oeste - 6 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !

Bancada baiana pode repetir mesmo placar no 2° turno da reforma, vai depender do PSD

Publicado em: 06/8/2019

A bancada baiana na Câmara dos Deputados deve repetir o mesmo placar no 2° turno da reforma da previdência, tudo vai depender dos cinco deputados do PSD. No 1° turno, eles tiveram o aval do presidente estadual do partido, senador Otto Alencar, para votarem a favor. No entanto, em resposta às últimas declarações do presidente Bolsonaro sobre o Nordeste, Otto chegou a dizer que não liberaria mais sua bancada para votar a favor da reforma prevista para ser apreciada ainda nesta terça-feira (6) em Brasília.

Desde segunda (5), o site Política Livre tenta contato com o senador, mas até o momento ainda não respondeu à demanda. No 1° turno, o placar fechou em 25 a favor e 13 contra. O único baiano a não comparecer no plenário para votação foi Bacelar (Pode), mas a tendência é ele votar contra como outros colegas da base do governador Rui Costa (PT).

Assim como o PSD, outro partido que poderia sofrer revés é o PP, dirigido na Bahia pelo vice-governador João Leão que está internado desde domingo por uma infecção urinária e, contatado pelo site Política Livre, sua assessoria explicou que por recomendação médica está temporariamente afastado de suas funções. Com quatro deputados federais, apenas Mário Negromonte Jr votou contra. Portanto, é de se esperar que repitam o votos os deputados Cacá Leão (PP), Ronaldo Carletto (PP) e Cláudio Cajado (PP) – este último chegou até a postar vídeo brincando com o presidente Jair Bolsonaro (PSL) nesta segunda durante inauguração em Sobradinho da primeira etapa da Usina Solar Fotovoltaica Flutuante. Cajado, inclusive, é vice-líder do governo Bolsonaro no Congresso. Outro que também deve manter seu voto a favor é o deputado Alex Santana (PDT), mesmo suspenso pelo seu partido e correndo risco de ser expulso.

Com isso, apenas os deputados federais baianos do PT, PSB e PCdoB estão totalmente fechados com o voto contra. Segundo Lídice da Mata, presidente estadual do PSB e vice-líder da Minoria na Câmara, “vai ser mantida a posição contrária” e o partido “apoiará os destaques da Oposição para buscar diminuir os danos do texto que continua sendo perverso para a população mais pobre”. “Posso garantir que os deputados do PT, que já votaram contra a reforma que acaba com a aposentadoria e a pensão das viúvas, votarão contra novamente”, complementou Afonso Florence (PT), vice-líder da Oposição no Congresso e na Câmara.

Confira os votos no 1° turno:

A FAVOR: Abílio Santana (PL), Adolfo Viana (PSDB), Alex Santana (PDT), Antonio Brito (PSD), Arthur Maia (DEM), Cacá Leão (PP), Charles Fernandes (PSD), Cláudio Cajado (PP), Elmar Nascimento (DEM), Igor Kannário (PHS), João Carlos Bacelar (PL), João Roma (PRB), José Nunes (PSD), José Rocha (PL), Leur Lomanto Jr. (DEM), Márcio Marinho (PRB), Otto Alencar Filho (PSD), Pastor Sargento Isidório (Avante), Paulo Azi (DEM), Paulo Magalhães (PSD), Professora Dayane Pimentel (PSL), Raimundo Costa (PL), Ronaldo Carletto (PP), Tito (Avante) e Uldurico Junior (Pros)

CONTRA: Afonso Florence (PT), Alice Portugal (PCdoB), Daniel Almeida (PCdoB), Félix Mendonça Júnior (PDT), Jorge Solla (PT), Joseildo Ramos (PT), Lídice da Mata (PSB), Marcelo Nilo (PSB), Mário Negromonte Jr. (PP), Nelson Pelegrino (PT), Valmir Assunção (PT), Waldenor Pereira (PT) e Zé Neto (PT)

Raiane Veríssimo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *